Foz do Iguaçu, rumo ao futuro

Parque-Nacional-do-Iguaçu-5

Foz do Iguaçu, rumo ao futuro

Fernando Giacobo

O Brasil, nação de dimensões continentais, é um país repleto de atrações turísticas de Norte a Sul, de Leste a Oeste. Milhares de famílias por todo o país são sustentadas pela força do turismo, que gera empregos e renda e movimenta mais de R$ 530 bilhões na economia brasileira. Só para dar uma noção melhor do papel desta indústria em nosso país, basta dizer que o PIB do turismo brasileiro é maior do que o PIB global de mais de 100 países mundo afora, dentre os quais Uruguai, Panamá e Costa Rica.

Mas, mesmo com tantos destinos atraentes Brasil afora, Foz do Iguaçu é um lugar que permanece imbatível, exercendo atração irresistível junto a milhares de turistas, seduzidos por atrações e passeios como as Cataratas do Iguaçu, a Usina de Itaipu, o Parque das Aves e o Marco das Três Fronteiras. Ao longo do ano, cerca de 3 milhões de turistas de mais de 150 países visitam uma cidade acolhedora, terra de todas as gentes, destino do mundo.

Com tantas atrações, Foz do Iguaçu é um destino ideal para quem busca por lazer, mas também para aqueles que visitam a cidade por conta de seus inúmeros eventos, desejam fazer compras ou apreciam ecoaventuras. E tem capacidade para almejar ainda mais. Para tanto, estamos trabalhando continuamente.

Cidade globalizada, com a maior fronteira do Brasil e integrada à Argentina e ao Paraguai, Foz tem a maior produção mundial de energia, é sede da Unila (Universidade Federal da Integração Latino-Americana) e do campus da Unioeste, possui uma das 7 Novas Maravilhas da Natureza e abriga mais de 75 etnias. Com tantos destaques, tem potencial para consolidar-se como pólo de conhecimento, receber ainda mais turistas e gerar ainda mais riquezas para o Brasil.

Almejando um futuro melhor, tenho muito orgulho de lutar continuamente pelos interesses da cidade de Foz do Iguaçu, buscando a viabilização de obras importantes para a sua infraestrutura, como a ampliação do terminal do Aeroporto Internacional, e também de sua pista de pouso e decolagem. Com isso, Foz poderá receber voos internacionais dos EUA e da Europa.

Também estamos trabalhando pela manutenção dos recursos indispensáveis para a duplicação da BR-469, a Rodovia das Cataratas, e pela redução da taxa de embarque no aeroporto, a fim de estimular o aumento de passageiros. Todas estas medidas, em conjunto, revolucionarão a economia de Foz, permitindo dobrar a quantidade de embarques e desembarques aéreos, multiplicando o número de turistas e gerando muito mais empregos para toda a região.

Quem sonha alto não se satisfaz com pouco. Além de todas estas medidas, sou autor do Projeto de Lei que cria a Zona Franca de Foz do Iguaçu, que prevê área de livre comércio para importação e exportação, junto com incentivos fiscais especiais na região. A proposta, que está transitando pela Câmara dos Deputados, gerará milhares de novos empregos, com potencial para fazer com que Foz dobre de tamanho em poucos anos.

Após ter sido eleito deputado federal, pela primeira vez, em 2002, fui reconduzido à Câmara mais três vezes, e a cada novo mandato com votações maiores do que as anteriores. Sinto-me imensamente grato por estes reconhecimentos nas urnas e quero continuar fazendo minha parte na realização de grandes projetos, sempre com o objetivo de justificar cada voto recebido e, principalmente, fazer jus à grandeza do povo do Paraná e em especial, dos meus amigos de Foz do Iguaçu e todo o Oeste Paranaense. Afinal, o futuro brilhante de amanhã precisa ser pavimentado pelas nossas realizações do presente, semeando possibilidades que serão concretizadas pelas pontes do nosso progresso.

Fernando Giacobo, deputado federal pelo PR e 1º secretário da Câmara dos Deputados

Deixe um comentário