Giacobo prevê retomada de turismo com mais força nas férias

04/2019 - Foz do Iguaçu - Cataratas Foto: José Fernando Ogura/ANPr

Giacobo prevê retomada de turismo com mais força nas férias

O deputado Fernando Giacobo (PL) defendeu nesta quinta-feira, 26, mais rapidez na aprovação de projetos e propostas no Congresso Nacional que incentivam os investimentos pela retomada do turismo, principalmente para a recuperação dos postos de trabalho fechados pela pandemia do coronavírus. “A pandemia afetou o setor no Paraná e no mundo todo. A Câmara de Deputados tem buscado propostas que além de acelerar a recuperação do setor e reduzir o impacto socioeconômico, também preserve e retome os empregos dos profissionais quem tiram da atividade o sustento de suas famílias”.

Giacobo destacou que o governo estadual tem investido em projetos que visam a recuperação do turismo. “O Paraná Turismo apresentou o projeto de retomada do setor na pós pandemia e está incluído no plano econômico do estado. A proposta é a de incentivar o turismo local e está dividida em etapas que contemplam desde manuais de segurança sanitária à regionalização do turismo”.

“Levantamento do Paraná Turismo mostra que 72% dos pesquisados pretendem viajar durante o período das férias. A perspectiva é muito boa, a conscientização da população tem auxiliado o turismo regional, o qual acreditamos ser o carro chefe para a recuperação econômica do setor”, destaca Giacobo.

O governo federal lançou também uma proposta de retomada do setor. Trata-se de uma aliança nacional dos setores público e privado, terceiro setor e Sistema S para que o turismo retome plenamente as atividades de maneira gradual e planejada, voltando a gerar emprego e renda no país. A iniciativa do governo federal reúne um conjunto de programas, projetos e ações que buscam resultados efetivos até 31 de julho de 2021.

“O turismo responde por cerca de 8,1% do PIB brasileiro e emprega cerca de sete milhões de pessoas direta e indiretamente no Brasil. Estamos cientes da importância da recuperação deste setor e conscientes de que a pandemia não acabou, enquanto não houver um imunizante comprovadamente eficaz para toda população estamos lidando no combate sem deixar que a pandemia continue impactando a vida das pessoas”.

Deixe um comentário